domingo, 23 de janeiro de 2011

AS CRIANÇAS E A IGREJA

“Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas procuremos encorajar-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês veem que se aproxima o Dia (Hb 10:25)

Pela graça de Deus, nós pais temos um auxílio precioso na educação dos nossos filhos: a Igreja de Cristo. Refiro-me a comunidade que Deus instituiu em torno da obra de Cristo, a Igreja bíblica e doutrinariamente sadia.

É muito importante que entendamos o papel da Igreja na educação dos nossos filhos, pois sempre correremos o risco de nos equivocarmos.

Os equívocos em relação a Igreja costumam ser relacionados a posições extremadas. De um lado, pais que negligenciam a Igreja, afastando os seus filhos da comunidade cristã e do ambiente eclesiástico.

De outro lado, pais que entregam os seus filhos para a Igreja educar. São omissos como pais e acreditam que a Igreja deve fazer o trabalho de educação dos seus filhos.
Uma abordagem correta com relação ao tema é necessária. Alguns conselhos práticos com relação a Igreja e nossos filhos:

a) valorize a Igreja. Deus criou a Igreja e não há Cristianismo sem participação na comunidade de Cristo (Igreja);

b) frequente a Igreja o máximo que puder, assim nossos filhos seguirão o exemplo e serão beneficiados;

c) leve os filhos as programações de crianças e de jovens que a Igreja promove. Incentive, insista, vá com eles. Não aceite “não quero ir a Igreja”. Não espere também que eles vão sozinhos;

d) nunca arrume programação para os filhos no horário da Igreja (como competições esportivas, passeio regulares e visitas a parentes). Você vai chorar depois quando os seus filhos estranharem a Igreja e gostarem mais das coisas do mundo;

e) não desqualifique nem critique a Igreja na frente dos seus filhos. Eles aprenderam o procedimento errado;

f) frequente as classes sobre educação de filhos e casamento oferecidas pela sua Igreja;

g) ir a Igreja não é opcional. Na casa de gente comprometida com Deus todos os filhos frequentam a Igreja e participam ativamente da comunidade;

h) apoie a disciplina da Igreja quando ela for direcionada aos nossos filhos, não fique “na defesa”. Muitos abandonam a Igreja quando os filhinhos são “tocados”;

i) incentive os seus filhos a terem amizade com pessoas da Igreja. Muito cuidado: gente de fora leva para fora! Educar filhos é tarefa dos pais e não da Igreja. A comunidade ajuda na educação e na formação dos nossos filhos e essa ajuda é muito preciosa.

Não desperdice a Igreja, você vai se arrepender depois!

Filhos crescendo no amor e no ensino do seio da Igreja de Cristo é uma grande bênção com valor incalculável e com grande impacto no futuro deles. 

Por Luis Eduardo Machado 

5 comentários:

Contos e Encantos num Canto do Mundo... disse...

Belíssimos conselhos que encontro por aqui, Nayara!!! Um beijo, Lu...Ü...

Contos e Encantos num Canto do Mundo... disse...

Oi, Nayara! Como vai? Tem um selinho para vc lá no meu cantinho... bejo, Lu...Ü...

Mare disse...

Também sou evangélica e concordo com o que foi dito. Hoje o mundo ofusca, apresentando coisas vãs que envolvem as crianças. É preciso que as Igrejas ofereçam bons e adequados programas para que elas sintam prazer de estarem na Casa de Deus.
Beijos
Parabéns pelo texto.
Mare

Mare disse...

Nayara, que tal seguirmos juntas no blog?Acho que faremos boa parceria

Nayara disse...

Obrigada pela visita!Abraços, Nayara!